Pontual MT
Faça sua busca
Quinta-Feira, 02 Dez 2021

Banco Central manterá reforço adicional para segurar alta do dólar

Em nota, a autoridade monetária informou que fará ofertas extras de 15 mil contratos por dia amanhã (29) e quarta-feira (30).

29 Mai 2018 às 07:59
Agência Brasil
Dolar (Arquivo Agência Brasil)
O Banco Central (BC) continuará com os leilões adicionais de dólares no mercado futuro para tentar conter a alta da moeda norte-americana. Em nota, a autoridade monetária informou que fará ofertas extras de 15 mil contratos por dia amanhã (29) equarta-feira (30).

O BC também anunciou que, a partir de sexta-feira (1º), rolará (renovará) integralmente os cerca de 175,2 mil contratos que venceriam em 2 de julho. De acordo com a autoridade monetária, os montantes podem ser revistos dependendo da conjuntura econômica.

Desde a semana retrasada, o Banco Central está intervindo mais no mercado futuro, depois que o dólar encostou em R$ 3,77. A cada dia, 15 mil contratos diários extras são vendidos, o que representa US$ 750 milhões por dia.

Por meio das operações de swap cambial, o Banco Central vende contratos em reais no mercado futuro para conter a volatilidade do câmbio e reduzir a demanda por dólar. O Banco Central aposta que a divisa subirá mais que os juros futuros. Os investidores apostam que os juros aumentarão mais que a moeda norte-americana. No fim do contrato, as duas partes trocam os rendimentos.

as mais lidas
tempo Alta Floresta
°
facebook
notícias

Geral

Número de mulheres mortas aumenta quase 70% em MT no 1º...

Neste ano, 32 mulheres foram vítimas de feminicídio

Geral

Incêndios na Amazônia aumentam em julho

O desmatamento subiu 25% no primeiro semestre

Brasil

Brasil passa de 70 mil mortes por coronavírus

O numero de casos supera 1,8 milhão

Geral

IFMT inaugura laboratório para testes de Covid-19 em Alta...

Hoje as cidades da microrregião só fazem os chamados “testes rápidos”

Geral

Prova de vida de aposentados e pensionistas é suspensa até...

Adiamento foi decidido para evitar contaminações por covid-19

veja mais